A Dança das Areias

8,00 

Autor: Bruce Kirkby
Editora: Publicações Europa-América
Ano de edição: 2006
Nº de páginas: 227
Idioma: Português
Coleção: –
Especificações: Ilustrações no interior
Livro de Bolso: não
Encadernação: capa mole
Estado: 5/5



Método de Pagamento Método de Pagamento Método de Pagamento Método de Pagamento

Descrição

A Dança das Areias

Durante 40 dias e 40 noites, no Inverno de 1999, três canadianos, Bruce Kirkby, Jamie e Leigh Clarke, juntamente com três beduínos omanitas, viajaram de camelo pelo grande deserto do Sul da Arábia – O lendário Quadrante Vazio. Jornadeando desde Salalah, em Omã, no mar da Arábia, rumaram para norte e para leste, percorrendo 1200 quilómetros através da vastidão desértica e largamente inexplorada, onde cadeias de dunas de areia se elevam a mais de 300 metros de altura. Quando chegaram a Abu Dhabi, no golfo Pérsico, fora recolhidos como heróis. Fora a primeira travessia do Quadrante Vazio, de camelo, desde há 50 anos.
Durante a travessia do deserto, a equipa decidiu viajar e viver tão autenticamente quanto possível, servindo-se de camelos, usando nomes árabes e roupas tradicionais, bebendo água fétida guardada em odres de pele de cabra e comendo pão ázimo e carne seca de camelo. O panorama cultural que contemplaram foi sempre fascinante – como o foram também os conflitos culturais, pois a equipa era muitas vezes seguida por Land Cruisers cheios de apoiantes bem-intencionados, que ameaçavam destruir o espírito de viagem.
A expedição esteve também repleta de aventuras e de incidentes – tais como a descida, ao longo de mais de 30 metros, a um poço estreito e infestado de serpentes, uma tempestade de areia que durou três dias, a picada de um escorpião do deserto e o desafio de viajarem sob um calor insuportável e uma incómoda desidratação.
A travessia do Quadrante Vazio teve uma considerável cobertura mediática, nacional e internacional. Em dezanove países por todo o mundo,22 000 alunos das escolas inscreveram-se no programa educacional, preparado pela equipa através da Internet, e 4,8 milhões de pessoas visitaram o site Web da exposição. A viagem foi amplamente noticiada e objecto de um programa especial na CBC National e de um amigo com fotografias a cores na primeira página do National Post.

Contacte-nos aqui
Siga-nos: Facebook / Instagram